Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo TAClaro
A gest o financeira na cmv 1 1024 1024

A gestão financeira na CMV

Conheça os resultados financeiros obtidos no Município de Valongo, nos últimos anos.

Evolução da dívida versus população residente

 

 

Como evoluíram as finanças de Valongo ao longo do tempo?

pergunta
Quando analisamos a evolução da dívida da CMV ao longo dos últimos 7 anos, torna-se evidente o esforço que o município tem feito no sentido de a reduzir. Na verdade, de uma dívida de aproximadamente 70 milhões de euros em 2010, passou para cerca de 40 milhões de euros em 2016, ou seja, menos 43%. Isto traduziu-se na redução da dívida média por habitante de 750 euros para cerca de 420 euros. É curioso analisar que, apesar de reduzir a sua dívida, o município não perdeu população residente, pelo contrário, dos 93 901 habitantes em 2010, passou para 95 188 habitantes em 2016.

 

Embora estes indicadores sejam muito relevantes, é importante situar a dívida do Município em relação às regras das finanças públicas locais, tal como mostramos no gráfico a seguir.

 

Prazo médio de pagamento

 

 

 

 

Dívida versus limite de endividamento

 

 

 

A linha vermelha corresponde ao limite de endividamento “autorizado” legalmente, calculado de acordo com a Lei n.º 73/2013, de 3 de setembro, art.º 52.º - Limite da Dívida Total.


No cálculo deste limite é considerada não só a dívida assumida diretamente pelo Município mas também uma parte da dívida das entidades participadas, que no caso da CMV são a LIPOR, a Vallis Habita e a Associação Nacional de Municípios Portugueses.
Note-se que, até 2015, a dívida total excedia o limite legal, devido não só à dívida do próprio município mas também à da LIPOR. A LIPOR é uma entidade que gere os resíduos do Grande Porto, na qual a CMV participa desde 1982.
Em 2016, apesar de continuar em situação de saneamento financeiro, a dívida da CMV já se encontrava abaixo do limite legal. Esta situação só foi possível porque a CMV tem cumprido escrupulosamente o PAEL e sempre que possível tem realizado amortizações extraordinárias de empréstimos a médio e longo prazo.


Um aspeto que importa realçar é que a única empresa municipal criada pela CMV, a Vallis Habita E.M., não tem qualquer impacto negativo na capacidade de endividamento do Município.

A gest o financeira na cmv 1 1024 1024
CM Valongo em Números
09 Agosto 2017